sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Review - Dr. Slump vol. #1

Porquê o humor infantil ainda é o melhor.

Sinopse: Arale é uma robô criada pelo doutor Senbe Norimaki, a obra-prima desse gênio da tecnologia! Sua aparência é idêntica à de uma criança humana, e ela tem superforça... mas precisa usar óculos e... é muito sem noção! Agora, essa dupla vai aprontar de tudo e garantir que nenhum dia seja entediante na Vila Pinguim!


Considerações gerais

Antes de começar a falar sobre, queria dizer que quando peguei esse mangá pra ler, senti uma imensa nostalgia, pois estava se tratando do relançamento do primeiro mangá que eu li na vida! Sim, embora eu não tenha acompanhado o lançamento em banca na época, eu o li algum tempo depois do cancelamento na casa do meu primo. Lembro como se fosse hoje das risadas histéricas que eu dava quando lia sobre as aventuras de Arale e seus amigos na sensacional Vila Pinguim.
Capa Nacional

Quando soube que a Panini relançaria, fiquei receoso quanto a qualidade e como seria tratada a história, visto que o autor é simplesmente Akira Toriyama e uma história bem melhor que Dragon Ball (NÃO TAQUEM AS ESFERAS DO DRAGÃO EM MIM AINDA, É APENAS A MINHA OPINIÃO DE MERDA) (N.E: Eu, Paulo Ikari, CONCORDO E ASSINO EMBAIXO). Porém, quando peguei em mãos, senti confiança no material. Embora seja um papel jornal, vi certa resistência e principalmente nas capas que estão com um papel mais grosso. Embora o formato seja exatamente o mesmo, até o layout da capa é bem igual, há um nítido upgrade nessa edição em relação á DB. Agora vamos a história.

Começamos com O Dr. Senbe criando a coisa mais fofa do universo. Estamos falando de Arale,a protagonista da história. Com seu jeito inocente e bobo, ela cativa o leitor rapidamente com suas ações e modo de pensar únicos. Sabemos que conforme o tempo passa, nossa mentalidade muda, então é normal que em algumas histórias, o humor não tenha o mesmo efeito pelo simples passar do tempo que não pega o leitor da mesma forma. Porém isso não acontece em Dr. Slump. O humor as vezes é tão bobo, tão simples que chega a ser genial. Sem contar que o fato de os personagens e o próprio Toriyama conversarem com o leitor no meio da história, faz com que a história tenha um clima ainda mais leve. É o tipo de história que você deve ler depois de um dia estressante. E é justamente por isso que o humor infantilizado ainda é o melhor. Nos faz esquecer de nossos problemas por um curto tempo, mas que vale a pena por despertar aquela criança interior que já há muito não dá as caras em nossa vida. Que sejamos mais crianças. Que sejamos mais Arale. Esse é o ensinamento que este volume me trouxe.

Onde Comprar: Amazon/Saraiva/FNAC
Postar um comentário

Follow by Email