quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Análise semanal - Boku no Hero Academia #155 - #157



Reviravoltas e surpresas aos montes! Tudo isso enquanto vemos uma verdadeira lição de heroísmo.
Enfim voltamos com essa que, para muitos, é uma análise querida! Finalmente consegui quebrar a barreira do bloqueio literário and as correrias semanais para trazer até vocês minha análise de Boku no Hero Academia.
Quero deixar avisado, antes de seguir para o texto, que eu estou tentando, a todo custo, agilizar minhas análises de Boku no Hero e Neverland, mas como de uns tempos para cá ando tendo finais de semana menos caseiros, acaba dando esses “contratempos”, mas logo normaliza e eu passo a entregar ou no fim de semana ou na segunda, no mais tardar.
Então, sem mais delongas, vamos aos capítulos que precisam de análise!

Capítulos #155 - #157

Sabem, às vezes, acho engraçado como acumular capítulos de Boku no Hero acaba por me surpreender tão positivamente. É algo que – em um panorama geral – não é proposital, porém garante bons frutos e essa trilogia de capítulos rumo a batalha derradeira desse arco acumulou toda uma empolgação e sentimentos que precisavam serem trabalhados.
Ok que não foi tudo um mar de rosas – e logo chegarei nisso -, mas ele conseguiu transmitir bem o que ele queria nesse começo, fora que, aos poucos, vamos tendo a ciência de que, sim, o Deku sabe seus limites e sabe até onde pode ir sem estoura-los e isso nos deixa claro que ele está amadurecendo como personagem principal.
Mas vamos aos fatos: esse confronto tem tudo para terminar o arco com chave de ouro, até por termos vários sub plots no meio da trama maior e sabermos que tudo isso vai reverberar adiante. Claro que, o interesse maior está em como será o Midoriya ultrapassando seus limites e como a liga dos vilões agirá, mas a coisa, até aqui, está bem arquitetada.
Constantemente eu bato na tecla de heróis de legado e semelhantes, em especial quando falo sobre Boku no Hero Academia, mas esse arco – em especial o Mirio – me fez pensar ainda mais sobre isso e ver que quem é herói nasce assim, não há gene que mude isso. Não há limite que pare quem não se limita e, nesse ponto do arco, dá para dizer que o resgate da Eri está criando um Deku que se mostra a que veio, mais do que isso, está nos mostrando o valor dos heróis. Até a turma do resgaste aparece no momento oportuno e nos dá uma nova esperança de futuro.
Mas creio que, ao meu ver, a personagem que mais progrediu nesse período de narrativa foi a Eri. De uma personagem que se sacrificava por todos, devido a duras palavras que sempre ouviu por consequência de sua peculiaridade; aqui ela deixa seus sentimentos transparecerem, mostra que deseja sair dessa “prisão” de sofrimento. Ela quer sua liberdade e se agarra a oportunidade que viu, assim como o fez quando o Mirio foi a seu encontro.
São as decisões que aparecem nesses capítulos que tornam tudo ainda mais humano, mais palpável. Quando o Deku lembra da pergunta do seu senpai lá no começo do arco, ou até quando ele se lembra que soltou a pequena na primeira vez... tudo isso serve de combustível para ele seguir adiante e não aceitar que o futuro visto pelo Nighteye se cumpra.
Logo, conseguimos ter momentos bem interessantes, desde o momento que descobrimos o que realmente é o poder da Eri, até o final do capítulo 157. É aqui onde temos todo ponto de virada e toda crescente. Aqui é onde tudo converge para o final compensatório, depois de muitos capítulos arrastados e cansativos.
Claro que, particularmente, achei jogado essa questão do Aizawa ser “sequestrado”, mas até nisso surge uma apreensão; em especial quando o vilão diz que ele foi mencionado enquanto pesquisavam quanto o dom da garota. Só isso já deixa aquele gancho para sabermos se eles farão algo com nosso professor que apaga habilidades.

No fim das contas, fica a expectativa quanto ao final desse arco, até porque ainda deve demorar mais um pouco toda questão da luta, mas se seguir esses últimos capítulos, teremos um final bem satisfatório e, quem sabe, um começo de próximo arco épico.
Postar um comentário

Follow by Email