domingo, 14 de janeiro de 2018

Editorial – Afinal, o que é a “estante do Dollars”?


Aquele editorial que vem no momento propício para explicar melhor um dos novos quadros, assim como explicar os rumos que as obras literárias terão por aqui.
Imagem relacionadaVamos do começo, pois pensei muito antes de – efetivamente – fazer esse editorial, mas creio que ele é a melhor forma de eu explicar mais sobre quais as ideias que eu tenho com o novo/velho quadro. Primeiramente, quero dizer que o estante foi uma ideia lá da 1ª versão; foi uma ideia que, por incrível que pareça, fui eu que inaugurei – não que a ideia tenha sido minha, mas fui eu o único a escrever para aquele saudoso cantinho.
Agora, quase três anos depois, eis que decido voltar com esse quadro para o novo blog e a pergunta que, quando tive a ideia, pairou foi: “Por que voltar com um quadro tão especifico?”; a resposta que veio disso foi, basicamente, um porque sim, contudo junto com a resposta veio mais uma série de ideias e, mais do que isso, também me veio um senso de organização, afinal é preciso separar certas coisas para não ficar uma desordem. Mas calma lá que irei explicar tudo direito e, com isso, irei expandir ainda mais algumas coisas que já deveria ter expandido há algum tempo.
Enfim, vamos as explicações:
1º A estante do Dollars, originalmente, tinha como propósito criar algo que fosse um guia para lançamentos e reviews mais específicos. Nessa nova versão irei expandir um pouco mais e ele passará a ser uma espécie de guia dos materiais que indico/coleciono e estão sendo publicados por aqui; seria como reviews mais voltados para obras que são fáceis de se encontrar (ou não, vai que eu escrevo sobre alguma obra da Panini que o volume 1 custa R$ 200,00... cof... One Piece ... cof).
Mais do que isso, com o estante posso focar em comentar volume por volume de algumas obras que eu vier a achar viável (quem sabe não faço isso com Zelda ou Pokémon, fica a observação aí).
2º Essa expansão também me permitirá usar o Casa do Raposo melhor, explorando mais ainda o potencial dele, pois – se ainda não ficou claro – um blog/site é extensão do outro, ou seja, boa parte do que eu não falar aqui falarei lá (leia-se quadrinhos, animações gerais e literatura não Japonesa); contudo é válido mencionar que literatura japonesa serão de ambas estantes. Tanto a estante do raposo, quanto a estante do Dollars hão de possuir a literatura japonesa em seu catalogo, logo se você quer ler textos sobre quadrinhos é no Casa que você achará (logo deve sair alguns outros textos por lá).
3º Vale ressaltar que não irei mexer nos banners dos textos já feitos dentro da temática que enquadra o Estante, assim como a Estante não contempla mangás que NÃO SAÍRAM POR AQUI DE MODO OFICIAL. Logo, essas obras permanecerão como Reviews (claro que as obras que saíram por aqui e ganharam textos podem vir a adotar o banner de estante do Dollars quando eu mudar os banners, mas por hora ficarão como estão).
4º Além disso, vale mencionar que a adesão do estante dará, também, uma tag para as fotos de livros e mangás que tiro para o Instagram. Se você não me segue ou não segue o Dollars clica aqui e aqui para seguir, do contrário, basta procurar pela hashtag #naestantedodollars #naestantedorapozo que você irá encontrar facilmente as fotos, pois todas as obras que eu escrever sobre, terão fotos com essas tags, até para ficar mais fácil de saber mais.
No fim, vale mencionar que a existência do estante é só uma forma de eu conseguir expandir mais o leque de textos (até porque juntar como review tudo estava meio que ficando estranho para mim e foi essa estranheza que me fez voltar com o estante) e trazer ainda mais conteúdo para vocês. Por isso aguardem mais novidades nos próximos dias e fiquem de olho nas tags, pois teremos muitas obras sendo encaixadas nelas (peço perdão, desde já, pelas fotos meio estranhas que eu tiro, não sou tão habilidoso com fotos ainda, mas hei de melhorar).
Postar um comentário

Follow by Email