domingo, 14 de janeiro de 2018

Estante do Dollars – My Hero Academia SMASH!! #1

Aquele spin-off que te garante boas risadas servindo como bom complemento para série na qual se baseia.
É inegável que Boku no Hero Academia se tornou uma série, comercialmente falando, rentável e com uma fanbase cada dia maior; isso já era esperado, mas desde que o animê estreou isso é algo que só vem crescendo e crescendo.
Aqui no Brasil a editora JBC pegou carona nessa onda e, lá na época que começou a sair o animê, anunciou o mangá e, aproximadamente, um ano após começar a publicar a série regular – que saí na Shonen Jump – a editora anunciou um dos spins-off da série; e esse spin-off em questão é o assunto do texto de hoje. Então, vamos a análise de Boku no Hero Academia SMASH!!, ou My Hero Academia SMASH!! Que é como ficou o título por aqui.

Sinopse (via mangás JBC):

Spin-off de My Hero Academia, este mangá de tirinhas conta de forma divertida as aventuras de Izuku Midoriya para se tornar o maior herói dos heróis! Com historinhas inusitadas e extras no final, é diversão para todo fã da série original!

Considerações:

Escrito e ilustrado por Hirofumi Neda, a obra foi serializada na Shonen Jump+ de novembro de 2015 até novembro de 2017 rendendo 104 capítulos compilados em 5 volumes encadernados. Cabe citar que a série é formato Yon-koma (as famosas tirinhas japonesas) e devido a isso esse número elevado de capítulos possuem bastante situações divertidas/engraçadas.
Por falar em situações engraçadas, creio que é válido começar dizendo que o mangá é extremamente divertido e bem linkado com as situações que ocorrem nos capítulos regulares da série, sendo quase uma espécie de erros de gravação em alguns momentos. Tudo dentro da história é trabalhado de uma forma que divirta e arranque riso de quem está lendo e isso, de certa forma, é bem executado.
Aqui não há espaços para momentos de seriedade, maior prova disso é que toda parte que abrange a invasão ao treinamento dos alunos (lá no volume 3) e, até mesmo, o embate entre o Bakugou e o Midoriya (idos do volume 2) são tratados com bom humor e piadinhas. E são piadas bem pensadas dentro do que os momentos pedem; isso sem contar das piadas tematizadas, ou dos extras que mostram os personagens trocando de sexo; que também funcionam de uma forma bem divertida.
Porém mesmo sendo uma obra engraçada admito que tive dificuldade para rir em diversos momentos, mas isso é algo pessoal – em especial quando sabemos que a piada não funciona igualmente para todos -, porém confesso que ri alto com outras piadas ou tirinhas (as do Mineta são as que mais ri... sim, eu acho ele um bom alívio cômico justamente pelo tom que o Kohei deu para ele na obra original – o que o faz ser odiado por quase todos os fãs da série).
Vale mencionar, também, que a arte do autor é bem caricata e reforça bem a ideia de humor que ele quer passar para seu público, mas admito que há momentos, em algumas tirinhas que achei a arte meio feia. Não que seja um demérito, mas é algo não senti tão funcional assim, mesmo que o roteiro tivesse cooperado para isso. Ainda assim é um traço que, dentro da proposta humor, é super assertivo e válido.
Aqui no Brasil, o primeiro volume saiu no formato semelhante ao da série regular, ou seja, formato 13,5cm x 20,5cm e com papel jornal (ou pisa brite). Particularmente achei um formato legal, em especial porque dá um padrão para coleção em um todo, porém também acho que fazer um formato em qualidade melhor (quer seja um off White ou off sete) também seria válido, em especial por ser uma obra com menos páginas e periodicidade espaçada – a obra é trimestral (escolha acertada, em especial porque se seguisse bimestral poderia dar spoilers para quem só acompanha a edição nacional) -, no fim optar pelo mesmo formato acaba funcionando melhor, pois com o preço mais baixo (R$ 12,90) ajuda no quesito de atrair leitores que passem nas bancas.
Além do formato, vale citar que temos uma tradução bacana e, até onde notei, sem nenhum erro nos textos dentro do mangá (já no site, a história muda, em especial quando a sinopse do site tem erros bobos. Vamos ter atenção no site galera da JBC, pelo amor de Deus).

Afinal, porque essa obra está na estante?

Para quem é fã de My Hero Academia (preciso me acostumar a chamar a série assim) a série é mais do que válida, é quase obrigatória; em especial por ser um spin-off de comédia que consegue trabalhar bem os elementos que temos nos volumes originais. É divertido termos outra visão de alguns momentos como, por exemplo, o treinamento do Deku. Sem contar que o valor um pouco mais em conta ajuda para a compra do mangá.
Já se você nunca teve contato com a série e curte comédias, essa pode ser uma boa porta de entrada, até porque é uma obra divertida que vale o tempo gasto; só não indico a obra para quem ou não gosta de comédias ou não aceita spin-offs, porque nesses casos – realmente – não é obra para você.
Todavia, sinceramente, quero dizer que recomendo a obra e torço para que ela vingue aqui no Brasil, afinal é um spin-off que conversa bem com seu público e, de certa forma, tem um valor mais acessível. Super indico.

Ficha técnica:

capa de My Hero Academia Smash!! #01My Hero Academia Smash!! #01 (Editora JBC)
Autor: Hirofumi Neda
Formato: 13,5 x 20,5 cm
Nº de págs: 128
Preço: R$ 12,90
Onde adquirir: Amazon
Postar um comentário

Follow by Email