segunda-feira, 23 de julho de 2018

Análise semanal – Cardfight!! Vanguard (2018) #11

Chegamos ao final da batalha entre lojas

Conforme prometido, cá estou lançando a segunda anállise de Vanguard dessa semana. Admito que, se tudo tivesse cooperado, ela teria saído uns dias antes, mas acabou que tivemos algumas surpresas ao longo das semanas e acabou atrasando um pouco.
Contudo, agora está aqui para vocês o que tenho para dizer sobre o episódio dessa semana. Apenas lembrando que, conforme já comentei em drops do Dollars, a partir do próximo episódio entramos em um novo arco. Enfim, sem mais delongas, vamos ao duelo final!

Episódio #11 – Duelo entre Homens



Enfim chegamos ao duelo final que, por sinal, é um duelo destinado a ocorrer desde o começo. Ao menos isso é o que o episódio vende desde o primeiro momento, porque mostra tudo que já vimos anteriormente, dando uma ênfase na ajuda que o Gouki dá para o Kamui encontrar seu caminho de homem forte.
Posso começar dizendo que temos um episódio que soube conduzir bem sua narrativa; a equipe de produção conseguiu fazer um trabalho assertivo ao focar na questão de evolução do Kamui como duelista e como perder para o Gouki tantas vezes o fez melhor. Ele encontrou seu caminho e aprendeu a aprimorar seu Nova Grappler de uma forma única e, nesse episódio isso é bem mais perceptível.
Dá para dizer que não só o Nova Grappler é bem explorado, como também temos um trabalho bem pensado para as estratégias de Granblue. Temos o Gouki provando o porque dele ser o número dois da Ásia e fazendo bem seu papel de rival, mais do que isso, conseguimos ter bons momentos no quesito personalidade, porque o roteiro concede um tempo de tela que ajuda a conhecermos melhor o personagem.


Quanto ao duelo, dá para dizer que ele é acirrado e mostra o quanto os imaginary gifts podem ajudar a mudar um duelo, mais do que isso, nos mostra como funcionará um duelo de Accel contra Protect dentro do animê. Contudo dá para dizer que o ritmo segue o mesmo dos duelos que se passaram e com estratégias que fazem valer o desafio que o Kamui tem (também né… perder tantas vezes a ponto de sair da loja, ele precisaria vencer com vontade).
O final do duelo é onde torna algumas coisas mais próximas do que os fãs do antigo estão acostumados, com a Nagisa se mostrando apaixonada pelo Kamui, o Gouki aprovando o cunhadão e a Emi desejando felicidades ao casal nada recíproco (para o desespero do pequeno). Após isso temos uma cena onde o Kamui fala que, enfim, pode vencer até “ele”.
Mas… quem será esse ele? Fica a dúvida para os próximos episódios, porque temos uma rápida aparição daqueles que serão o próximo difícil do Aichi e companhia! Enfim temos a primeira aparição do AL4.
Ok, foi uma cena de segundos, mas já deu para sentir um clima de expectativa. Temos enfim o Ren ali, presente e mostrando que não brincará; fora termos Tetsu, Asuka e Kyou! Temos o time mais forte aparecendo e o preview nos dá uma ideia do que virá por aí, em especial para o Kai.
Mas cabe citar que a animação neste episódio está no padrão médio da série (o famoso, de sempre). Talvez isso se dê porque esse foi um duelo sem muito peso, apesar de tudo. Entretanto podemos dizer que conseguiram fechar bem o arco e nos despertar o interesse para seguirmos nos próximos, mais do que isso, ele fechou bem tudo que apresentou e criou uma porta imensa para o próximo arco. Já posso decretar que estou ansioso com o que virá!
Postar um comentário

Follow by Email