quinta-feira, 19 de julho de 2018

Estante do Dollars - Fire Force #1

Você não verá mais os bombeiros da mesma forma

Confesso que não sou do tipo de pessoa que costuma confiar muito em títulos com hype demais, assim como não costumo dar muita importância para títulos de autores famosos, quando os mesmos trocam de antologia e saem sem muito alarde.
No caso da obra que está na “Estante” hoje, podemos dizer que ela se enquadra no segundo tipo de obra que, felizmente, esqueço. Hoje é dia de falarmos sobre Fire Force que, assim como Black Clover, saiu por aqui durante o Animê Friends desse ano.
Então vistam seus uniformes de bombeiros e vamos nessa!

Sinopse:

Há pessoas sofrendo combustão espontânea a qualquer momento, e surge uma brigada de bombeiros especializada em cuidar desses estranhos casos. Shinra Kusakabe é um rapaz de sorriso sinistro e passado tenebroso que gera fogo pelos pés e sonha em ser herói, que se une a outros bombeiros que combatem incêndios e também têm o poder de controlar o fogo!

Considerações Gerais:



Escrito e ilustrado por Atsushi Ohkubo, Fire Force (ou En En no Shouboutai, em japonês) começou sua publicação na Weekly Shonen Magazine em Setembro de 2015 e segue em publicação na terra do Sol Nascente, já possuindo 13 volumes encadernados até o momento. É importante mencionar nesse primeiro tópico que a série não é nenhum sucesso estrondoso, contudo possuí vendas satisfatórias em seu País de origem, o que faz ela permanecer segura dentro do platel a qual pertence (sejamos francos, a obra faz bonito dentro do carro-chefe da Kodansha).
Um dos primeiros pontos que, para mim, vale ser comentado é, sem dúvida, a arte. Aqui o Ohkubo mostra bem a que veio e nos entrega aquela arte competente que estamos acostumados desde Soul Eater, sendo que até as cenas de ação possuem aquele ritmo frenético já conhecido.
A arte do autor com uma pegada mais estilizada acaba sendo um charme ainda maior para quem procura um mangá que trabalha com todas as armas que tem a sua disposição e, mais do que isso, ele sabe prender o leitor vidrado no que virá a seguir.
O roteiro é um ponto que, em primeiro momento, me incomodou muito, porque não é aquele roteiro explosivo ou cheio de momentos que tiram o fôlego, pelo contrário, é um começo que acaba explicando um pouco melhor a causa e efeito de todo o prolema para finalizar com um gancho assertivo para o capítulo seguinte. Isso é um artificio que o autor usa de forma certeira nesse primeiro volume, em especial quando lembramos do ponto onde a história para.



É ali que você consegue compreender que o autor deseja te fisgar pela curiosidade e sabe como trabalhar isso de um jeito que é divertido e funciona. Dá uma ideia de que todo planejamento de enredo foi bem executado e que o autor já sabe como mexerá nesse universo.
Quanto aos personagens, dá para comentar que, nesse primeiro momento, todos são apresentados com seu próprio carisma, mas que esse carisma não consegue convencer 100% os leitores, tornando todos eles meio de papelão. Até o Shinra (nosso protagonista) fica nessa margem de exploração meio largada, porém dá para notar que há um potencial para trabalhar cada vez mais nos personagens e nesse universo, tudo em prol de tornar essa trama ainda mais grandiosa e os personagens mais maduros.
Como dito lá no começo, Fire Force é mais um dos mangás que a Panini Comics lançou durante o Animê Friends e faz parte da nova linha “padrão” da editora que conta com papel offwhite em formato 13,7x20 cm e capa cartão; o preço de capa da edição é R$ 21,90 e a periodicidade é bimestral. Não irei me alongar quanto a questão do valor, já que em outro momento pretendo fazê-lo, porém dá para dizer que se você acha o valor alto demais, só ficar de olho nas lojas onlines e comprar em valor menor.

Afinal, porque está na estante?


Primeiramente posso dizer que ele está na estante porque é um título que cumpre o que se propõe, que é ser divertido e funcionar dentro da sua própria lógica, logo é um título para quem curte aqueles blockbusters da Kodansha. Não que seja uma obra ruim ou irrelevante, porém é uma série que peca, em partes, pelo seu início em marcha um; mas que ganha pelo carisma que desenvolve todo mundo e pelo agora vai que nos gera quando começamos a conhecer os personagens.
É uma obra que eu recomendo para quem procura um Shonen bem padrão, porque do contrário você pode ficar um pouco frustrado; por achar que não teve a expectativa correspondida.


Fire Force #1 (Panini Comics)
Autor: Atsushi Ohkubo
Formato: 13,7x20m
Nº de Págs: 192 Páginas
Preço: R$ 21,90
Onde comprar: Loja da Panini (assim que sair na Amazon, posto aqui)

Postar um comentário

Follow by Email