quarta-feira, 4 de julho de 2018

Estante do Dollars - Little Witch Academia #1



A magia está no ar e esbanja fofura

Confesso que muito dos títulos que saíram nesse ano estão conseguindo ganhar minha atenção, porém os que mais me surpreendem são aqueles que eu não espero nada de mais deles. Por incrível que pareça a editora que mais tem lançados títulos que não me hypam, porém mais me surpreende é a JBC. 
A maior prova disso é que o título que entra na Estante do Dollars hoje é uma obra que eu não liguei quando foi anunciada, mas após a leitura me vejo encantado com a fofura e boa condução do roteiro. Então, vamos ao que interessa, vamos falar sobre Little Witch Academia; esse belo mangá que esbanja toda magia possível. Peguem suas varinhas mágicas e vamos nessa!

Sinopse (via site da editora):
“Basta estender a mão, que vai começar a minha história…!!” Atsuko Kagari se matriculou na Escola de Magia Luna Nova, especializada em treinar bruxas, devido sua admiração pela bruxa Shiny Chariot. Ela tem grandes expectativas quanto a essa sua nova vida escolar, cheia de novas descobertas… Baseada no animê de sucesso da Netflix, começa agora uma história de magia e fantasia, cheia de encontros, ensinamentos e amadurecimento!

Considerações gerais:

Primeiramente, vamos ao de sempre: Escrito por Yoh Yoshinari, tendo por base o conceito original do estúdio Trigger e ilustrado por Keisuke Satou, a adaptação em mangá de Little Witch Academia começou sua publicação na Montlhy Shonen Ace, da Kodokawa Shoten, em dezembro de 2016 e conta, até o momento, com 2 volumes encadernados; a previsão é que a série se encerre com 3 volumes (que deve sair em breve). Cabe o parenteses aqui que essa adaptação em mangá segue - segundo as palavras do autor, pois eu não assisti nenhum dos animes - a versão animada da franquia com algumas liberdades.
Dá para começar essa análise dizendo que esse mangá é extremamente fofo e divertido. A narrativa da história é extremamente fluída e consegue ter uma estrutura narrativa bem amarrada e cativante, você consegue comprar a ideia que as aventuras da Akko te oferece e ainda o faz com um sorriso no rosto. Porque há um charme muito grande em toda história, assim como nas motivações da protagonista, afinal, quem nunca teve um sonho de infância e quis segui-lo?
Além disso também dá para dizer que a Akko, nossa protagonista, é um charme a parte. Sendo uma personagem completamente empolgada e que consegue contagiar as outras pessoas ao seu redor; as motivações dela para ser bruxas são simples - como eu disse anteriormente -, mas convencem o leitor. Essa motivação que a faz ir para uma escola de bruxas e ainda se meter em várias confusões diferentes - confusões essas que são extremamente divertidas e rendem bons momentos onde há uma exploração no fator amizade entre e as outras personagens.


Falando ainda nas personagens dessa história, dá para dizer que todas são muito bem definidas no quesito personalidade e possuem um carisma tão grande quanto o da protagonista, em especial a Lotte e a Sucy, que são as colegas de quarto dela. Tanto as duas quanto as outras personagens que aparecem ao longo do volume possuem características que conseguem marca-las e torna-las únicas dentro da narrativa, fazendo com que o leitor acabe gostando de todas e querendo ver o que virá a seguir nas aventuras dessas meninas que se envolvem com o Akko (já falei que ela é um imã para problemas? Então...)
Agora vamos falar da arte, porque ela é incrivelmente linda e muito fofa! Sério, não tem uma forma diferente de começar elogiando a arte do Satou-sensei que se assemelha bastante a versão animada. Ele soube emular bem o traço do animê e deu uma pegada bem cartunesca nos desenhos, em especial nos momentos cômicos, e isso ajuda a obra a ser ainda mais atrativa para um público mais amplo e que gosta de algo mais cartoon; sem contar que ele também sabe trabalhar bem as sequências narrativas de uma forma que te empolga virar a página e ver o que virá a seguir. 
A edição brasileira do mangá está sob cuidados da Editora JBC que nos entrou uma edição caprichada e com uma qualidade que vale o valor investido, em especial se considerarmos que o mangá tem periodicidade trimestral. O formato adotado para esse mangá foi 13,2 x 20,0 cm em papel OffWhite, com páginas coloridas no início do mangá. O preço de capa do mangá é R$ 16,90.

Afinal, porque está na estante?
Primeiramente, vale citar que esse mangá é recomendado para quem curte mangás de fantasia, quem viu o animê e curtiu ou quem não tem problemas com traços mais fofinhos e cartunescos. Porque, basicamente, o enredo da história é bem simples e de fácil compreensão, sem contar que não é uma história que tenta ser algo que não é. Ela é simples e faz isso com um carinho imenso, não negando a si mesma em momento nenhum. Vale a conferida e até vale comprar para presentear aquele amigo ou amiga que curte histórias nesse estilo porque, certamente, eles irão amar.
Agora, se você não é muito fã de histórias de fantasia com um roteiro simples, porém que consegue te prender, não recomendo acompanhar, porque não é Little Witch Academia que irá mudar sua opinião (ou vai né, nunca sabemos). Contudo essa é uma obra que eu, sem ter acompanhado o animê, curti e merece um lugar na minha estante e no meu top de mangás que saíram por aqui nesse ano.

Ficha técnica:
capa de Little Witch Academia #01Little Witch Academia #1 (Editora JBC)
Autores: Yoh Yoshinari/Trigger (roteiro) & Keisuke Satou (arte)
Formato: 13,2 x 20 cm
Nº de Págs: 184 páginas
Preço: R$ 16,90
Onde comprar: Amazon
Postar um comentário

Follow by Email