segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Primeiras Impressões - Muhyo to Rouji no Mahouritsu Soudan Jimusho


Tem problemas com espíritos? Chame essa dupla que entende de direito mágico

Adivinha quem retornou com as Primeiras Impressões depois de um hiato básico? Acertou quem falou Paulo Ikari, pois estou de volta com aquele quadro que sempre comenta sobre os animês da temporada.
Antes de seguirmos para comentar essa obra de hoje, quero apenas comentar que sim, teremos as Impressões do 3º animê que comentei, porém irei fazê-lo mais no começo da próxima semana (domingo, provavelmente); porque meus horários ainda estão se ajustando, devido a isso ficou complicado.
Enfim, dito isso, vamos falar sobre minhas Primeiras Impressões de Muhyo to Rouji no Mahouritsu Soudan Jimusho, porque esse foi um animê que me deu hype e valeu a espera.

Sinopse:

Foi possuído por um espírito sem querer? Tem um fantasma para expurgar para eternidade? Se a resposta for sim, você precisa de Muhyo e Roji, especialistas na lei mágica. Trazer justiça aos espíritos malignos é a especialidade deles.

Considerações Gerais:



Vamos começar este texto dizendo que eu esperava algo em um nível um pouco abaixo do que foi apresentado. Não que eu subestimava a obra, porém os trailers apresentavam um clima um pouco mais tranquilo se comparado ao que nos foi apresentados.
Contudo, irei adiantar alguns tópicos para dizer que a animação do episódio é bem ok. Não é algo que comprometa a qualidade, mas não chega a ser um esplendor aos olhos; acaba sendo algo simples demais e que está dentro do tempo que a equipe de produção teve para entregar a animação.


Agora quando falamos de narrativa, dá para comentar que ele é bem competente e consegue nos dá um primeiro episódio que deixa bem claro o que se propõe e consegue entreter, nos dando um ritmo bem consistente e com uma boa apresentação dos personagens. o Muhyo e o Roji são bem apresentados neste primeiro momento e mesmo sem aprofundamentos demais, conseguimos ver que eles funcionam bem como protagonistas da história e donos da empresa jurídica de fantasmas. 
Fora isso, o conceito de lei mágica é extremamente divertido e, de certa forma, inovador; em especial quando vemos que souberam apresentar esse ponto de uma forma elucidativa e sem ser didático demais. Isso ajuda quem assiste a compreender como funciona o sistema da série sem parecer algo maçante e motiva a seguir acompanhando.
Entretanto, posso dizer que me surpreendeu que, em muitos momentos, o clima que a série entrega em muitos momentos fogem do estereotipo de mistério - inclusive teve uma cena que me deixou perplexo pelo teor até mais pesado para algo que eu sentia como descontraído.
Outro ponto positivo é que o primeiro episódio se encerra de uma forma bem interessante e com um bom ponto de virada para o que virá adiante, em especial por saber que a cena complementa bem o início do episódio.
Vale a menção que a trilha sonora, de um modo geral, é bem competente e consegue criar o clima pedido desde o primeiro momento; sem contar que as músicas tema da série são bem viciantes e você passará horas com as músicas na cabeça.

Afinal, vale a pena?


De forma resumida e simples, se você curte animes que envolve fantasmas e criaturas de outro mundo, só assista sem medo. Você terá um animê que entrega exatamente isso e ainda consegue ser divertido. 
Caso contrário, não creio que esta obra irá te pegar ou empolgar, afinal estamos falando de um shonen de suspense e envolvendo fantasma.
Postar um comentário

Follow by Email