domingo, 9 de setembro de 2018

Estante do Dollars - Jojo's Bizarre Adevnture - Parte 1 Phantom Blood #1

O mangá "impossível" está entre nós (e eu precisava citar isso)

Uma das coisas que mais me impressiona, desde quando o Dollars ainda era sua primeira versão, é, sem dúvidas, a persistência dos fãs para que suas obras favoritas aportem por aqui. Independente do quão extensa seja a obra, os fãs sempre pedirão e farão o possível para ver aquele mangá tão querido em versão física e oficial.
No "estante" de hoje vamos falar sobre uma obra que foi muito pedida pelos fãs por tempos e, após muitas aventuras bizarras, conseguiu seu lugar ao sol. Vamos falar sobre JoJo's; então se acomode e vamos conhecer mais sobre as aventuras desta família do barulho!

Sinopse (via Panini Comics):

Jonathan é o herdeiro único de uma notória família da aristocracia britânica, os Joestar. Tudo o que o jovem queria era ser um cavalheiro e viver de forma tranquila e despreocupada. Porém, seus pacatos dias estão para acabar, pois a chegada do "invasor" Dio Brando fará tudo virar de cabeça para baixo. Além de sofrer diariamente nas mãos de Dio, ainda há a presença sombria de uma misteriosa Máscara de Pedra...

Considerações Gerais:

Escrito e ilustrado por Hirohiko Araki, JoJo's Bizarre Adventure começou sua publicação na Weekly Shonen Jump em 1986 seguindo em publicação até os dias de hoje com um total de 118 volumes, até o presente momento. Vale mencionar que a obra é dividida em arcos (fato que, segundo o autor comenta, só veio ocorrer quando chegou no 6º arco da obra) e Phantom Blood é o primeiro deles, possuindo 33 capítulos compilados em 5 volumes na versão Tankobon, posteriormente esse número de volumes foi reduzido para 3 volumes. Cabe citar que, atualmente, a obra possuí 8 arcos. 
Resultado de imagem para Jojo's Bizarre Adventure Phantom BloodUm fato importante a ser mencionado neste começo de texto é que o traço é bem datado e pode surpreender quem está acostumado demais com o estilo mais atual de desenho; porém mesmo com essa "ressalva" a arte do Araki-sensei faz jus ao que era o estilo shonen dos anos 80 e cumpre a contento todos os clichês que o estilo pedia na época, porém ele consegue empregar um estilo único no amontoado de clichês oitentistas e nos entrega uma obra que começa de uma forma dinâmica o suficiente para prender seu leitor, ainda que não seja um primor de excelência.
Ainda referente ao traço do mangá e a arte dele, é preciso dizer que o Araki sabe criar boas cenas e fazer momentos de clímax de um modo inteligente, o que consegue casar bem com toda proposta que o roteiro oferece. Afinal, estamos falando de bizarras aventuras e todo crescimento em torno disso é bem pensado, se encaixando de forma única e bem empolgante em todo contexto.
Além disso, é importante mencionar que os personagens desta história tem seu charme próprio e conseguem sustentar bem o enredo, ainda mais quando lembramos que eles são perfeitos arquétipos oitentistas - JoJo é bonzinho demais, o Dio é extremamente mau e por aí vai.
Agora referente a edição nacional da obra (porque é preciso comentarmos isso); dá para dizer que, em suma, a edição está dentro do que era esperado e justifica o valor cobrado. A edição é o padrão mais "luxo" que a Panini Comics emprega em suas obras, sendo em papel off-set, com orelhas e verniz localizado. O preço de capa está R$ 29,90 e a periodicidade da obra é bimestral neste e no próximo arco (isso já foi informado previamente).

Afinal, porque está na estante?

Primeiramente, JoJo é uma obra que eu queria ter na estante até por ter curtido como a história se desenvolve ao longo dos arcos, mas ter o material nacional em mãos foi algo único e que me fez realmente ver o quão interessante é a narrativa e a obra. Araki-sensei soube compor um universo diferente, mesmo preso aos clichês daquela época e isso é algo que pode ser conferido desde as primeiras páginas do mangá.
Claramente indico a obra para aqueles que são fãs ou que desejam um shonen mais antigo para conhecer como era a narrativa que imperava naquela época. Até porque, mais do que um bom mangá, JoJo também é uma aula de shonen oitentista em sua melhor forma (juntamente com Hokuto no Ken). Espero que os arcos já anunciados vinguem para termos os posteriores.

Ficha Técnica:
Jojo's Bizarre Adevnture - Parte 1 Phantom Blood #1 (Panini Comics)
Autor: Hirokiho Araki
Formato: 13,7x20m
Nº de Págs: 312 Páginas
Preço: R$ 29,90
Onde comprar:  Amazon
Postar um comentário

Follow by Email