terça-feira, 16 de outubro de 2018

Primeiras Impressões - Kishuku Gakkou no Juliet


A história de Romeo e Julieta vista de uma forma bem mais divertida

Depois de um curto tempo, eis que retorno com as primeiras impressões de um animê que, neste momento, já está em seu segundo episódio; porém só assisti o primeiro (texto sendo redigido no dia 16/10, para fins de curiosidade). Já posso adiantar, neste primeiro momento, que até este momento a temporada de outubro só me trouxe boas surpresas e soube trabalhar bem os materiais que nos ofereceu.
Dito isso, vamos hoje comentar sobre a comédia romântica desta temporada que chegou de uma forma tímida, mas cumpriu eficientemente o que veio fazer. Hoje é dia de falarmos sobre Kishuku Gakkou no Juliet. Então peguem seu par e vamos conversar sobre esse conto romântico as avessas. 

Sinopse:
Grigio Academy Boarding School. Os alunos que frequentam esta escola vêm de dois países e residem em seus próprios dormitórios. Inazuka e Persia são líderes de dormitórios rivais, mas em segredo eles se amam. Agora, têm que manter seu relacionamento em segredo de seus companheiros de dormitório, ou coisas ruins acontecerão com eles.

Considerações Gerais:


Acredito que não dá para começar esse texto sem mencionar que temos em mãos uma obra que conseguiu fazer um feito bem legal, que foi nos dar uma introdução eficiente e divertida. Temos uma narrativa que realmente se preocupa em nos apresentar tudo e ainda consegue ser bem amarrada no que se propõe, nos deixando curioso para sabermos como se desenvolverá toda a situação que nos é apresentada neste início. 
O casal protagonista possuí um carisma que é inegavelmente firme e realmente te faz comprar aquela ideia, em especial o Inuzuka, que nos presenteia com diversos momentos engraçados, em especial quando se trata de suas duvidas com relação ao sentimento que sente pela Persia desde pequeno. É divertido vermos um personagem que ama a sua rival e se torna mais interessante ainda quando vemos que ele não possuí vontade de lutar contra ela, pois não deseja machuca-la, mas também não quer que ninguém faça mal a ela.
Ainda falando em personagens, dá para mencionar que temos um bom elenco de secundários que, certamente, nos renderão momentos extremamente engraçados, em especial se a história seguir focando no relacionamento escondido dos protagonistas - que é o maior trunfo deste primeiro episódio e o que segura toda expectativa que a obra carrega neste início. 


Por falar em engraçado, devo admitir que aqui há um bom trabalho no quesito da comédia e nas situações que envolvem os personagens e nas quais elas se sustentam. Ao longo dos 20 minutos que abrangem este primeiro episódio pode se notar que em todos os momentos há um foco muito grande em se assumir como comédia romântica e se estruturar como uma opção forte para quem curte o gênero, porém, como não pode deixar de ser, esta também é uma obra que utiliza do ecchi como recurso narrativo, mesmo que seja para gerar momentos de comédia e render algumas situações de comicidade. Devido a isso temos um ou outro momento que faz utilização deste recurso narrativo.
Claro que vale algumas linhas para comentar um pouco referente a animação da obra que, particularmente falando, está bem ok e dentro do que se espera para obras de comédia romântica de orçamento médio. Não é uma obra que tem um ritmo travado ou vive de cenas paradas,mas sabe utilizar bem os recursos que possuí ao seu favor, em especial durante a animação do tema de abertura.
Além disso consegue compor uma boa união com relação ao roteiro e arte, nos entregando um animê competente e que é seguro no quesito condução de arte. É algo que demonstra bem para que veio e consegue agradar o público de uma forma geral e bem pensada.

Afinal, vale a pena?


Sinceramente? Vale muito a pena, em especial se você estiver atrás de um bom animê de comédia romântica que seja carregada com bons momentos de comédia. Kishuku é uma obra que consegue cumprir a contento o que se propõe e não compromete, em nada, sua estrutura narrativa.
Agora, se você procura algo mais sério ou mais carregado com ecchi, não é aqui onde você encontrará a obra tão sonhada, pois dá para dizer que nesse primeiro episódio tudo foi apresentado de uma forma divertida e balanceada, tornando toda a experiência ainda mais agradável.
No mais, creio que é uma obra que tem tudo para se tornar uma obra expressiva dentro do número de episódios programados e que tem tudo para atrair um bom público.
Postar um comentário

Follow by Email