quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Estante do Dollars – Dr. Stone #1

O mundo retornou ao período das cavernas e um cientista aprontará altas confusões para retomar a civilização


No mundo dos mangás, sempre ocorre de haver uma determinada obra que chama atenção desde que é lançada e gera um hype imenso. Claro que, em diversos cases, o dito hype é passageiro e logo se dissipa, em outros ele permanece mesmo que em menor escala.
A obra que abordarei hoje no “estante” é um mangá que se encaixa, basicamente, no segundo caso; dá até para dizer que foi um dos anúncios que surpreenderam neste ano justamente por ser algo com menos de dois anos de publicação no Japão.
Então, sem mais delongas, vamos comentar hoje sobre o mangá Dr. Stone da dupla Riichiro Inagaki e BOICHI. Peguem suas lanças e vamos em frente.

Sinopse:

Em um instante, todos os humanos do mundo viraram pedra. Este acontecimento misterioso envolveu o estudante Taiju e, depois de milhares de anos, ele e o seu amigo Senku despertam e decidem reconstruir a civilização do zero! E assim começa uma grande e única aventura de sobrevivência num mundo de ficção científica!

Considerações gerais:



Escrito por Riichiro Inagaki e ilustrado por BOICHI, Dr. Stone começou sua publicação em Março de 2016 na Weekly Shonen Jump, da Shueisha, e segue em publicação contando, até o momento, com 7 volumes encadernados. Creio que é interessante citar que, desde o início, a obra chamou atenção pela dupla responsável, em especial o artista (por motivos de uma arte que é incrível); porém não podemos negar que havia motivos para o auê que a série causou na época.
Primeiramente, podemos dizer que o roteiro é extremamente competente e possuí um alicerce interessante para exploração. Temos aqui um mundo que toda civilização vira pedra devido a um acidente desconhecido e, devido a isso, a terra retorna ao período das cavernas.
Só com esse ponto inicial já temos um mote bem interessante para desenvolvimento, mas aí entra os nossos protagonistas que dão um toque a mais em toda essa narrativa, pois ambos são complemento um do outro. Enquanto o Senku é extremamente inteligente e entendedor da ciência, o Taiju é extremamente resistente e possuí um coração enorme, logo as aventuras de ambos para o progresso da humanidade são bem trabalhadas e conseguem expor bem como essa reestrutura funciona.
Além disso o enredo consegue trabalhar bem toda crescente até o surgimento de um problema que, certamente, descambará para um desenvolvimento deveras interessante mais adiante. Todavia dá para dizer que, mesmo o roteiro sendo bem construído e os personagens sendo divertidos, temos um roteiro que trabalha demais a questão da ciência e do progresso científico e isso é algo que, de certo modo, não funciona de uma forma tão orgânica e natural em alguns momentos, ficando mais com cara de aula de ciências em sua forma mais abrangente. Logo, mesmo divertindo o roteiro acaba fazendo um serviço legal, mas que precisa funcionar de uma forma 100% natural.



Quanto a arte, podemos dizer que nosso coreano favorito (sim, o BOICHI é coreano) faz seu trabalho com uma maestria ímpar e consegue nos entregar uma arte que não faz feio, pelo contrário supera até as expectativas mais otimistas. O BOICHI é daqueles artistas que consegue imprimir sua marca de uma forma tão única que não há possibilidade de você não se pegar babando nas páginas que ele produz, mesmo que nãos seja o tipo de traço que você seja fã.
Dá para dizer que a junção de ambos é tão simbiôntica que o saldo final do enredo ganha mais do que o esperado e o leitor é quem saí lucrando mais aqui, pois encontra uma obra que junta duas pessoas que, notavelmente entendem o que fazem e realizam isso de forma magistral.
A edição nacional ficou a cargo da Panini Comics que empregou sua atual qualidade padrão na série. Devido a isso temos uma obra no tamanho 13,7 x 20 cm com papel offwhite 66 e capa cartão; o preço de capa da obra é R$ 21,90 e a periodicidade do mangá é bimestral.

Afinal, porque está na estante?

Podemos dizer que Dr. Stone é aquele típico shonen que visa agradar aos fãs do gênero aventura e que curtem um traço mais detalhado e bem-feito. Sem contar o roteiro extremamente funcional e divertido. Em suma, essa é uma obra que funciona bem para quem procura algo com estilo próprio apesar de seguir a receita do bolo.
Se você procura algo que seja diferente disso, aqui não encontrará muita diversão ou algo que sacie sua vontade por algo diferente demais, pois, mesmo falando de ciência (o glossário da obra é um charme a parte), a obra ainda bebe muito do shonen básico. Então, é uma obra que já deve ser conferida de forma empolgada, mas sem se deixar levar por algo que seja diferente demais.


Ficha técnica:

Dr. Stone #1 (Panini Comics)
Autores: Riichiro Inagaki (roteiro) & BOICHI (arte)
Formato: 13,7 x 20 cm
Nº de Págs: 192 páginas
Preço: R$ 21,90
Onde Comprar: Amazon

Postar um comentário

Follow by Email